Oliveira do Bairro

Mensagem do Presidente

A Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Oliveira do Bairro, C.R.L., foi constituída em 14 de Dezembro de 1981. Em 5 de Março de 1982, foi superiormente aprovado e emitido o respectivo Alvará, o qual possibilitou de imediato, o iniciar da sua actividade.

Encontra-se integrada em Grupo Financeiro Português Cooperativo, denominado Grupo Crédito Agrícola (GCA).

As suas origens centraram-se e continuam a centrar-se no sector agrícola e demais actividades relacionadas, salientando-se contudo que por determinantes da evolução económica e financeira nacional, foram sendo, gradualmente, introduzidas alterações regulamentares de enquadramento e extensão das suas actividades e operações, as quais possibilitaram o alargamento da sua intervenção, em domínios e sectores com carácter mais universal, em razão da sua integração no Sistema Integrado do Crédito Agrícola Mútuo (SICAM), instituído com o Decreto-Lei nº 24/91, aprovando o denominado, Regime Jurídico do Crédito Agrícola Mútuo (RJCAM).

Mantemos desde o momento da nossa constituição uma relação profissional de proximidade e de solidariedade responsável, com as pessoas e organizações do nosso concelho, alicerçada em comportamentos éticos e de confiança, promovendo o seu crescimento e desenvolvimento integral, reforçando a redução de assimetrias no tecido económico e social local e nacional.

A nossa missão, uma vez garantidos e salvaguardados os valores do equilíbrio económico e financeiro exigível e recomendável, nomeada e designadamente em termos da defesa da sua liquidez e solvabilidade, dedica especial atenção e estratégia aos agentes económicos colectivos e individuais, qualquer que seja a sua natureza e forma de organização, em contexto de reforço interventivo no domínio da responsabilidade social.

Lembrar o nosso passado e as nossas origens, conhecer o presente e projectar o futuro (estratégia), tem-se revelado estratégia proficuamente sólida na afirmação e defesa da nossa instituição, factos e realidades que nos dão esperança, determinação e motivação para que a continuidade da Instituição, possa ser uma realidade para as gerações presentes e futuras.

Neste contexto e âmbito, encontra-se justificada e esclarecida a utilização nas comunicações tipo do GCA, expressões como “Juntos Somos Mais” e, somos “O Banco Nacional com pronúncia local”.