Sustentabilidade Crédito Agrícola

Um compromisso com o futuro.

Um Banco inclusivo, sustentável, inovador, ecológico, responsável, próximo e de confiança. Seremos, cada vez mais, tudo isto.

Sustentabilidade: as metas do Grupo CA

1

Satisfação

Satisfazer as necessidades e aspirações financeiras dos Clientes.

2

Desenvolvimento

Reforçar o desenvolvimento das comunidades locais, sejam rurais, intermédias ou urbanas.

3

Rentabilidade

Abordar oportunidades de negócio com perspectivas de rentabilidade e de reforço dos valores cooperativos.

4

Agilidade

Melhorar a relação com os Clientes através de processos ágeis e da excelência no serviço.

Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

De um conjunto de 17 ODS das Nações Unidas, o Crédito Agrícola definiu 5 como os eixos estratégicos da Política de Sustentabilidade do Grupo.



ODS

Riscos ESG e Produtos
Políticas sobre a incorporação do risco da sustentabilidade
nas decisões de investimento e concessão de crédito

Em Maio de 2020, o Grupo Crédito Agrícola criou a sua Política de Sustentabilidade, onde se assumem vários compromissos dos quais destacamos:

  • Integrar o tema da Sustentabilidade como parte dos deveres fiduciários do Grupo;
  • Evitar contribuir para ou causar impactes sociais e ambientais adversos;
  • Integrar critérios ambientais, sociais e de governação nas análises de financiamento e investimento;
  • Criar produtos e serviços financeiros que contribuam para a economia verde e economia circular;
  • Incluir nos indicadores de desempenho individuais e dos departamentos, metas associadas à Política de Sustentabilidade;
  • Definir uma lista de sectores e actividades para os quais o Grupo não irá fornecer serviços financeiros;
  • Terminar o relacionamento com Clientes e Parceiros que não cumpram com o espírito da Política de Sustentabilidade do Grupo;

Esta política de sustentabilidade tem vindo a ser trabalhada pelas várias entidades do Grupo.

Ao nível da banca, em Julho de 2021 o Crédito Agrícola vai começar a atribuir uma Notação Ambiental e Social às Empresas Clientes e Empresários em Nome Individual. Esta notação será atribuída às empresas bem como aos empréstimos que venham a ser solicitados. Para se atribuir estas notações, todas as Empresas Clientes e Empresários em Nome Individual terão de, gradualmente, responder a um conjunto de questionários onde o Crédito Agrícola realiza um conjunto de perguntas sobre as práticas ambientais e sociais das empresas e dos projectos em concreto.

Estes questionários foram desenvolvidos com os seguintes objectivos:

  • Ajudar os nossos Clientes a estarem melhor preparados para as exigências ambientais e sociais que todos os financiamentos irão ter, incluindo os financiamentos estatais e europeus;
  • Compreender a percentagem de empréstimos que o Crédito Agrícola tem e que estão alinhados com os princípios da sustentabilidade;
  • Definir programas e estabelecer parcerias que possam ajudar os nossos clientes a melhorar as suas práticas ambientais e sociais de forma séria mas também rápida;
  • Identificar produtos financeiros que possam ajudar e incentivar os clientes a acelerar o alinhamento do seu negócio com o Pacto Ecológico da Comissão Europeia e com a Descarbonização da economia nacional.

Assim, cada Empresa e/ou empréstimo terá uma classificação de A, B, C ou D relativamente ao seu alinhamento com os princípios da sustentabilidade:

A - Muito Bom | B - Bom | C - Baixo | D - Muito Baixo

Num futuro próximo, iremos para cada nível de notação calculada propor um conjunto de melhorias que a empresa pode desenvolver para conseguir estar melhor preparada para as exigências de mercado e regulamentares que se antecipam, de forma a conseguir manter e melhorar a sua competitividade e diferenciação no mercado.

O Crédito Agrícola também disponibiliza um conjunto de Produtos Financeiros que estão alinhados com os princípios da sustentabilidade. Este produtos são divulgados nesta página e respondem também ao recente Regulamento EU 2088/2019.

O Crédito Agrícola é um parceiro das PME e micro empresas, nesta caminhada para uma economia mais verde, circular e inclusiva.

Ao Nível da Gestão de Activos, a CA Gest tem realizado análises preliminares ESG às carteiras dos seus organismos de investimento colectivo e de gestão discricionária, tendo identificado as empresas do portfólio com maior pegada carbónica bem como os seus ratings de ESG. Após esta análise, a CA Gest tem como compromisso em 2021:

  • Publicar a sua Política de Remuneração a vigorar em 2021 com inclusão de critérios regulamentares ESG;
  • Publicar a sua Política de Sustentabilidade de forma a cumprir com o Regulamento EU 2088/2019.;
  • Desenvolver os esforços necessários para evoluir para um alinhamento das carteiras dos seus fundos de investimento e de gestão discricionária com a taxonomia.

Ao nível dos Seguros, a CA Vida, no que respeita às suas carteiras e às carteiras dos Fundos de Pensões, cuja gestão mandatou à CA Gest, irá também estabelecer e divulgar em 2021 o modo como os riscos em matéria de sustentabilidade são integrados nas decisões de investimento.

Ao Nível do Capital de Risco, a CA Capital actualizou em 2021 a sua Política e Processo de Investimento, bem como o seu Regulamento Interno, de modo a incluir os temas ESG. Na Política de Investimento foi definido que os investimentos devem centrar-se em empresas ou projectos que possam contribuir para a implementação da Política de Sustentabilidade, bem como para mitigar riscos, actuais e/ou futuros, contribuindo para a sustentabilidade futura do Grupo. Foi ainda definida a prioridade dos investimentos, sendo que um dos critérios é a contribuição para os eixos estratégicos da Política de Sustentabilidade do Grupo.

Produtos financeiros que promovem os princípios da sustentabilidade

Fruto da sua estratégia e da Política de Sustentabilidade, o Grupo Crédito Agrícola, têm vindo a realizar esforços para a criação de produtos financeiros que apoiam os Clientes a reduzirem os seus impactes ambientais e sociais negativos, bem como a identificarem oportunidades de negócio mais verdes, mais circulares e mais respeitadores da dignidade humana.

Enumeram-se, de seguida, os produtos financeiros com características ambientais e com características sociais.

Relatórios de Sustentabilidade

Neste exercício de reporte, para além de dar resposta aos requisitos da Directiva Europeia 2014/95/EU e enquanto Banco cooperativo, o CA possui um modelo de actuação distinto da banca tradicional. A actuação sustentável do CA está vinculada à sua identidade cooperativa e a uma missão empresarial com vista ao desenvolvimento da economia e ao bem-estar social das regiões onde actuam cada uma das suas Caixas de Crédito Agrícola. Neste relatório apresentamos o desempenho de sustentabilidade do CA, estando nele reflectidos os indicadores de 100% das CCAM, da Caixa Central, das Empresas Participadas e da FENACAM.

Qualquer participação de inconformidade com a Politica de Sustentabilidade poderá ser encaminhada para o e-mail: inconformidadesPSustentabilidade@creditoagricola.pt

Crédito Agrícola - Um compromisso com o Futuro.

 

Impactos negativos para a sustentabilidade a nível do Grupo Crédito Agrícola

O Grupo Crédito Agrícola tem desenvolvido produtos e serviços financeiros de forma a promover o desenvolvimento das comunidades, contribuindo assim para a criação e desenvolvimento de várias actividades económicas. No entanto, reconhecemos a existência de impactes ambientais e sociais negativos, que devem ser minimizados ou mesmo evitados sempre que possível, nomeadamente:

  • Os impactos ambientais, em particular as emissões de CO2, decorrentes dos empréstimos que concedemos, e das empresas em que investimos;
  • Os impactos sociais, associados às práticas laborais implementadas pelos nossos fornecedores, clientes e empresas em que investimos; e
  • Os impactos decorrentes das práticas de governação dos nossos fornecedores, clientes e empresas em que investimos.

Para além das políticas e normas internas, o Grupo Crédito Agrícola é associado do BCSD Portugal, tendo ainda subscrito a sua Carta de Princípios onde se estabelecem as normas que constituem as linhas orientadoras para uma boa gestão empresarial, baseados nos Princípios do Global Compact, na Declaração universal dos Direitos Humanos e nos Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho da Organização Internacional do Trabalho.

Como agentes financeiros intermediários que somos, temos consciência de que os verdadeiros impactes ESG estão associados aos investimentos que realizamos, aos financiamentos que aprovamos, às compras que realizamos e, por fim, às nossas práticas diárias de gestão da nossa frota e edifícios.

Políticas de Remuneração

No Plano de Acção para o ano de 2021, existe o objectivo de introduzir na política de remuneração dos colaboradores, um sistema que alinha a integração dos temas ESG, tendo em conta objectivos por colaborador e por Direcção. Este é um dos trabalhos que se encontram a decorrer no âmbito da sustentabilidade do GCA e pretende alinhar a política de remuneração com a Política de Sustentabilidade transversal ao Grupo.

Disponibilização de Estimativas de Emissões CO2

Ao nível dos clientes particulares, com vista a incentivar a reflexão sobre as práticas individuais dos nossos clientes e da sociedade como um todo, o Grupo encontra-se a desenvolver esforços no sentido de disponibilizar ferramentas de apoio ao cálculo e estimativa de emissões a partir da informação prestada pelos clientes (simulador) ou a partir do perfil do seu perfil de consumo.

Literacia Financeira: do 1º Ciclo ao Secundário

Uma história com valor.

O Crédito Agrícola lançou “Uma história com valor”, um conjunto de Apresentações de Literacia Financeira que pretendem ensinar aos mais pequenos sobre a importância do dinheiro.

Não perca esta oportunidade de ensinar aos mais novos uma história com valor.

Para solicitar as Apresentações em formato pdf e os respectivos Manuais de Formador, por favor, contacte o Gabinete de Comunicação e Relações Institucionais, através do email comunicacao@creditoagricola.pt.