Apurados os 12 finalistas do Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola Mais Sustentável


30 de Outubro de 2020 - Já estão apurados os 12 projectos finalistas da 7ª edição do Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola, após reunião do Júri, que se realizou no dia 19 de Outubro. O processo de candidaturas decorreu entre Junho e Setembro no website www.premioinovacao.pt

A edição deste ano destaca a sustentabilidade dos projectos apresentados, em conformidade com o Pacto Ecológico Europeu da Comissão Europeia e com a estratégia do Grupo Crédito Agrícola para os próximos anos, privilegiando o grau de inovação, a viabilidade económica e o potencial de mercado. Esta é já uma iniciativa reconhecida pelo mercado como sendo um verdadeiro contributo aos sectores agrícola, agro-industrial e florestal nacional, premiando o que de melhor se faz em Portugal.

Os projectos vencedores serão conhecidos no dia 4 de Fevereiro de 2021, na Cerimónia de Entrega de Prémios, que se realizará no Lux Hotel Park, contando com a presença física dos membros do Júri, dos finalistas e dos oradores convidados. O evento conta com transmissão em live streaming no Facebook e no Youtube do Crédito Agrícola, para todos aqueles que desejem participar.

O projecto vencedor de cada categoria receberá um prémio monetário no valor de 5.000€. Serão ainda atribuídas 2 distinções de reconhecimento especial, também de 5.000€ cada ao melhor projecto de Inovação em Parceria, no âmbito dos Grupos Operacionais e ao Projecto de Elevado Potencial promovido por Associado Crédito Agrícola. Ao finalista que se destaque enquanto Jovem Empresário Rural, será também atribuída uma menção honrosa no valor de 2.500€. A ANI – Agência Nacional de Inovação, parceira do Prémio CA desde a 4ª edição, atribuirá ainda um troféu ao projecto finalista considerado como o “melhor exemplo de projecto nascido do conhecimento” (Born From Knowledge Awards).

Projectos finalistas da 7ª edição do Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola

Categoria Sustentabilidade na Produção e Transformação:


MUSHI

Aproveitamento de troncos provenientes da limpeza das matas, para produção de mini-troncos prontos para cultivo de cogumelos biológicos Shitake em casa. A marca conta já com a criação de uma linha de malas e acessórios, à base de pele de cogumelo, como alternativa vegan e ecológica ao couro.

MYCOEXPLORER

Desenvolvimento de produto fitossanitário inovador e de fácil aplicação em campo, para controlo biológico da doença da murchidão do pinheiro, responsável pelo maior impacto económico e ecológico nos sistemas florestais mundiais. 

POLIMAX

Estratégia e implementação de práticas para favorecer a polinização natural das macieiras, pereiras e cerejeiras, de forma a potenciar a qualidade dos frutos, a sua conservação e a sua competitividade no mercado, bem como contribuir para o aumento e manutenção da biodiversidade.

 

Categoria Economia Circular e Bioeconomia:

ECO-BEEWAX

Utilização da cera de abelha, um sub-produto da colmeia, para a produção de uma película conservante para embrulhar e preservar alimentos, como alternativa ecológica e sustentável à película aderente, aos sacos de plástico com fecho e às folhas de alumínio.

STEX

Unidade industrial que transforma resíduos (florestais, agrícolas ou lixo urbano) em bioetanol, num processo que foi desenvolvido para ter retorno até 5 anos. Esta inovação caracteriza-se por não competir, ainda, com a produção de alimentos, ao contrário do modo de produção convencional de bioetanol, feita a partir de açucares ou carboidratos. 

SustainableBC

Processo de desenvolvimento de celulose bacteriana em larga escala, com desempenho superior em várias fileiras de aplicação (como cosmética, alimentar e têxtil) face à celulose vegetal, que tem impacto ao nível do uso da terra e da exploração florestal.

Categoria Alimentação, Nutrição e Saúde:

ALBA

Produto estável a altas temperaturas e diferentes pHs, apresentado como alternativa segura e sustentável ao dióxido de titânio (TiO2), presente em mais de 3500 alimentos e bebidas da indústria alimentar.

CROPEO

O escudo essencial dos alimentos Dispositivo de protecção de alimentos secos durante o seu armazenamento, com recurso a vapor de óleos essenciais com sistema de libertação controlada, para prevenir a contaminação por insectos e a deterioração fúngica dos alimentos. 

TOMATABLE

Tomates verdes lacto-fermentados, vendidos em frascos de vidro e que podem ser consumidos como acompanhamento, entrada, sandes ou saladas. Este produto permite aproveitar as 112 mil toneladas de tomate verde que são deixadas em campo todos os anos, por não possuírem as características desejadas pela indústria.

Reconhecimento Especial “Inovação em Parceria: Grupos Operacionais”

GOEfluentes

Abordagem estratégica de valorização energética dos fluxos gerados na actividade agro-pecuária, assegurando o desenvolvimento sustentável a nível regional e nacional e reduzindo a exploração de recursos naturais através da reciclagem. 

GO SOLO

Desenvolvimento de método expedito e de baixo custo para o mapeamento da matéria orgânica no solo e para a análise do sequestro de carbono em pastagens semeadas biodiversas. 

TINTURARIA NATURAL

Valorização da lã de ovelha Campaniça através do fabrico de fios com tingimento natural, permitindo a criação de produtos com características diferenciadoras e com potencial de dinamização económica local e regional.

 

Júri do Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola 2020

Elementos base

Licínio Pina | Crédito Agrícola (Presidente Júri)

Simão Soares | P-BIO

Luís Mira da Silva |

ISA/ULisboa

José Vale | IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação

João Lima | INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária

Aldina Fernandes CONFAGRI – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal

Firmino Cordeiro | AJAP - Associação dos Jovens Agricultores de Portugal

Maria João Fernandes | GPPQ – Gabinete de Promoção do Programa Quadro I&DT

Sofia Santos | Consultora para a Sustentabilidade e Gestora de Sustentabilidade do Crédito Agrícola

Cláudia Azevedo | ANI - Agência Nacional de Inovação

Jurados Adicionais

Sustentabilidade na Produção e Transformação: Maria do Carmo Martins | COTHN – Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional

• Economia Circular e Bioeconomia: João Wengorovius Meneses | BCSD – Conselho Empresarial para o Des. Sustentável

Alimentação, Nutrição e Saúde: Pedro Queiroz | FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares

Inovação em Parceria: Grupos Operacionais: Custódia Correia | Rede Rural Nacional, DGADR