CA é um dos bancos portugueses com menos reclamações no crédito habitação e no crédito ao consumo


12 de Outubro de 2020 - “De acordo com o ranking das instituições menos reclamadas, realizado pelo Banco de Portugal, no primeiro semestre do ano, o Crédito Agrícola é um dos bancos nacionais que apresenta menos reclamações no crédito habitação.

O estudo refere que, no total, o Banco de Portugal recebeu 10.184 reclamações até Junho, cerca de 1.700 por mês, valor que indica uma subida de 12,5% face à média mensal de 2019. No entanto, as instituições mais bem colocadas são a Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, o BCP e o Novo Banco.

O Crédito Agrícola encontra-se posicionado abaixo da média, que se traduz em 60 reclamações por cada 100 mil contratos de crédito à habitação e hipotecário.
Nesta lista, as entidades mais reclamadas são o Banco CTT, o BBVA, sucursal em Portugal e o Banco Montepio. 

Em relação ao crédito aos consumidores, este estudo identifica como instituições mais reclamadas a Volkswagen Bank GMBH – Sucursal em Portugal, a Caixa Leasing e Factoring – Sociedade Financeira de Crédito e o BNI (Europa).

A Caixa Central de Crédito Agrícola, o BNP Paribas, sucursal em Portugal, e o BCP lideram o Top 3 das organizações menos reclamadas no crédito ao consumo.

Ao todo, durante o primeiro semestre, o Banco de Portugal recebeu 10.184 reclamações, ou seja, cerca de 1.700 por mês, valor que reflecte um crescimento de 12,5% face à média mensal de 2019.

Os canais digitais (LR Eletrónico e o Portal do Cliente Bancário) foram os mais utilizados (71% no 2º trimestre de 2020 o que compara com 50 no primeiro trimestre) para a apresentação destas reclamações.

O relatório do Banco de Portugal explica que “o crescimento do número de reclamações foi transversal a várias matérias, destacando-se o contributo das reclamações sobre matérias associadas à pandemia de Covid-19, designadamente sobre a aplicação das moratórias pública e privadas. Excluindo as reclamações sobre estas matérias, o número de reclamações recebidas pelo Banco de Portugal teria crescido 2,6% face à média mensal de 2019”.

Os depósitos bancários, o crédito aos consumidores e o crédito à habitação e hipotecário continuam a ser os produtos bancários alvo de um maior número de reclamações, tendo representado respectivamente, 32%, 25% e 12% das reclamações recebidas entre Janeiro e Junho de 2020.

Em comparação com a média semestral verificada em 2019, o número de reclamações registou um incremento também em termos relativos. Nos depósitos bancários, aumentou de 16 para 18 por cada 100 mil contas; no crédito aos consumidores, de 18 para 21 por cada 100 mil contratos; e no crédito à habitação de 50 para 60 por cada 100 mil contratos.